Câmara do Cabo se solidariza com vítimas de chuvas

por Alana Lima publicado 31/05/2022 17h55, última modificação 01/06/2022 08h21
Sessão foi marcada pela busca de soluções para os que perderam tudo com as inundações
Em sessão plenária nesta terça-feira (31), os vereadores do Cabo de Santo Agostinho lamentaram as perdas causadas pelas chuvas que ocorrem no município desde a semana passada. Os parlamentares manifestaram solidariedade aos que perderam suas casas e seus pertences com os alagamentos e falaram da importância da união neste momento.

Na tribuna, vários vereadores reforçaram que a hora é de esquecer questões políticas e somar forças para auxiliar as famílias que ficaram sem nada. Eles cobraram o apoio dos deputados estaduais e federais que se elegeram com apoio do povo do Cabo e também sugeriram a criação do "Auxílio Recomeçar" para ajudar financeiramente aos que tiveram suas moradias atingidas.

Os parlamentares manifestaram preocupação com doenças como leptospirose e tétano que podem atingir a população que teve contato com águas e outros materiais contaminados e foi sugerida uma atualização vacinal. Os vereadores também parabenizaram a todos que têm realizado um incansável trabalho, como os integrantes da Defesa Civil e do Corpo de Bombeiros, e cobraram participação do legislativo no Comitê Municipal de enfrentamento à crise.

                       

SOLIDARIEDADE - Para ajudar os desalojados, a Casa Vicente Mendes está recebendo donativos. Alimentos não-perecíveis, colchões, roupas, cobertores, materiais de limpeza e de higiene podem ser entregues na recepção e vão ser encaminhados aos moradores das áreas mais atingidas pelas chuvas. "Para fazer o bem não precisa estar vereador, deputado ou presidente. É preciso disposição e boa vontade para ajudar o próximo", disse  o presidente Ricardo Carneiro (Ricardinho).

As fortes chuvas têm causado estragos em várias cidades da Região Metropolitana do Recife, da Mata Norte e da Mata Sul do estado desde a última semana. Em Pernambuco já foram registradas 100 mortes, nenhuma delas no Cabo.